O sonho do hexa brasileiro ficou para depois, mas aquela sua viagem de férias não precisa esperar tanto, não é verdade? Por isso voltei pra te ajudar a conhecer mais um possível destino: Valparaiso, no Chile! E se você chegou aqui agora, não sabe direito o que está acontecendo, eu te explico: todo domingo, aqui no blog, sai um post sobre  uma cidade hispânica pra você se aventurar nas suas férias e ter mais motivos para aprender o espanhol.

Então, no mês passado nós trouxemos para vocês uma série com cidades argentinas e esse mês você irá passear por cidades do Chile. Caso você queira ver os posts anteriores é só clicar aqui e aproveitar o conteúdo.

A cidade

Agora sem mais delongas, vamos conhecer a cidade de Valparaiso! O destino já vem caindo no gosto dos turistas de todos os lugares do mundo, mas é bem comum ver os chilenos explorando a cidade, isso porquê muita gente vai para lá atrás das largas faixas de areia nas praias e também para conhecer da história dessa cidade portuária. Enquanto aqui temos vários casarios dispostos pela rua da Aurora, pelo Alto da Sé, lá eles possuem um casario colonial que foi declarado Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco.

A primeira vista quem chega pode se assustar com a aparência desorganizada que encontra na cidade, prédios antigos e descuidados ao lado de prédio mais novos… O sobe e desce pelas ladeiras, te lembra algo? Mas aos poucos você vai se acostumando e descobre que o charme da cidade é formado pela impressionante arte de rua que se mistura às casas coloridas, a vista para o mar e a atmosfera boêmia. Então é uma desordem que compõe a cidade e a torna especial.

A região de Valparaiso é cercada por 42 morros e colinas, o que dá a impressão da cidade ser uma imensa arena que se curva sobre o Oceano Pacífico, além de alguns desses morros serem considerados seus principais cartões-postais. Mas calma, pra ajudar os moradores e visitantes a circular por um território tão cheio de elevações como é a cidade existem ao todo 15 elevadores (ou ascensores, como são chamados por lá) espalhados. Os clássicos elevadores coloridos que fluem pelas montanhas íngremes, apinhado de moradores locais e turistas são um ponto marcante e curioso do estilo de vida local.

Você vai ficar feliz de saber que Valparaiso é uma das cidades mais baratas do Chile, com as refeições variando entre R$26,50 a R$30,00. O transporte público custa em torno de R$4,42. A moeda local é o peso chileno que até o fechamento deste post estava no valor de R$0,54.

Como chegar?

O mais indicado é que você pegue um voo até Santiago e de lá as opções são muitas.  As duas principais empresas que fazem o trajeto, de ônibus, são a Condor e a Turbus, ambas têm sites com informações como horários e valores, mas os ônibus partem a cada meia hora, aproximadamente, então não será difícil encontrar passagens se deixar para comprar na hora.  Uma outra opção é alugar um carro, no próprio aeroporto, e ir dirigindo pela Ruta 68 até Valparaíso, que possui pista dupla e pedágio.

O que fazer?

E tem atração pra todos os gostos, viu? Se você curte fazer um passeio para adentrar a história da cidade o ideal é que vá aproveitar o bairro histórico que reúne vários casarios atraentes e até bem conservados. Agora se você é desses que gosta de apreciar a natureza, sentir a brisa local pode optar pelas caminhadas e até os passeios a cavalo que acontecem pela região uma boa dica são as caminhadas e os passeios a cavalo pela região, e aí eu posso te garantir: não vai faltar belas paisagens pelo caminho.

valparaiso
Um dos elevadores que liga a parte alta a parte baixa da cidade

Se você não tem medo de altura, e se tiver achado que vale a pena tentar superar, suba um dos morros para testemunhar uma das visões mais distintas da região, como a que se tem da varanda da famosa casa de Pablo Neruda. A Casa La Sebastiana, certificada pelo TripAdvisor em 2018 com o Travellers’ Choice, antigo lar do poeta é uma das melhores opções para os visitantes da cidade. São diversos cômodos, com elucidações interativas sobre seus móveis e objetos. Também certificado pelo TripAdvisor tem o Museu de Historia Natural de Valparaiso vencedor, em 2017, do Travellers’ Choice – selo concedido pelo tripadvisor – concedido para 1% dos estabelecimentos na categoria -.

 

casa-museo-la-sebastiana
Casa La Sebastiana, do escritor Pablo Neruda
museo-de-historia-natural
Museu de Historia Natural de Valparaiso

Vocês lembram que eu falei de faixa de areia? Então não percam a oportunidade de visitar a Playa las Docas. O local é de uma beleza enorme e o formato das montanhas dá a sensação de que o local abraça o mar, mas não se engane que por lá o mar é bem agitado e a água é bem gelada, então todo cuidado é pouco se você quiser dar um mergulho. O acesso também não é muito fácil dada a região, mas dá para chegar de carro sem maiores problemas.

las-docas
Playa las Docas, em Valparaiso

Vale a pena ainda ir para as redondezas. Viña del Mar é uma das vizinhas de Valparaiso e é possível estender um pouco o roteiro ao visitar a região. Para facilitar o passeio, há metrô e ônibus urbanos entre as duas cidades. Além disso, para quem gosta de caminhar, não é muito complicado ir a pé de uma cidade para a outra. Mas sobre essa outra cidade falaremos em breve!

Um outro morro, não tão famoso quanto os de Concepción e Alegre, é o Cerro Santo Domingo, que alguns dizem que de lá é possível ter a melhor vista da cidade. Ele fica ao lado do Porto e há muito mais moradores do que turistas pelas ruas, ideal pra quem gosta de ter uma experiência mais local. E claro, tem elevadores para ajudar na descida e subida do morro, não se preocupe!

E a vida noturna? TEM! O agito rola principalmente durante os meses de verão, nesse período, seja onde for encontrará algum agito seja em um bar, restaurante, pub ou café para se divertir.

O Cerro Concepción, conhecido por suas casas coloridas que foram tombadas como Patrimônio da Humanidade pela Unesco, também é berço de grandes músicos e costuma ter bastante concertos ou shows de música ao vivo, além de proporcionar uma bela vista da cidade. Já em Cerro Alegre, morro vizinho do Cerro Concepción, você vai encontrar um local cheio de restaurantes, bares e lojinhas moderninhas, o ideal é chegar por lá no final da tarde e ir até aguentar.

De acordo com o Quanto Custa Viajar se você quer aproveitar a noite de uma forma mais leve deve passar no Cafe Vinilo que é uma mistura de bar, café e restaurante, com uma decoração boêmia e é especializado em comida chilena. Já, se você tem mais pique e prefere uma balada mais animada para dançar, o Mero Club Valparaíso é considerada uma das melhores casas noturnas da cidade. O Pub Crawl Valparaíso também é muito bem recomendado, o público vai de moradores locais a estrangeiros, com boa música e a galera mais animada da noite.

Depois de ver tudo isso que apenas um dos destinos do Chile pode te proporcionar eu gostaria de te perguntar: E aí, que tal viajar? Vai sozinho, vai acompanhado, vai de avião, de carro, ônibus ou no patinete, o importante é chegar lá!

Agora você não vai querer arriscar mandando um portunhol não é mesmo? Por isso que nós temos cursos voltados para viagens e com o tanto de variação linguística que tem nesse país, acredite em mim: você vai precisar! Preenche esse nosso formulário aqui e a equipe do Que Tal entrará em contato agendando uma aula experimental.

Tem alguma dúvida? Dica? Deixa aqui nos comentários!

3 comentários em “#QueTalViajar: Valparaiso

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s