Vamos dar continuidade a nossa viagem por terras equatorianas? Já passamos pela cidade de Quito, pelo Arquipélago de Galápagos e agora vamos para a cidade de Cuenca, a terceira maior cidade do Equador, situada em um vale a mais de 2.500 metros acima do nível do mar e a 441Km da capital Quito. O seu nome completo é Santa Ana de los Ríos de Cuenca.

O centro histórico de Cuenca foi declarado Patrimônio da Humanidade pela Unesco no ano de 1999. Além do título o local é considerado por muitos como o centro histórico mais bonito das Américas. Logo, logo vocês vão entender que esse título foi mais que merecido.

Vale lembrar que a moeda oficial do Equador é o dólar americano. Outro ponto para ficar em alerta é que desde maio desse ano o Ecuador passou a exigir que seus visitantes façam um seguro viagem. A proteção obrigatória veio por meio de um decreto do atual presidente, Lenín Moreno. De acordo com o Ministério do Turismo do país a obrigatoriedade “é uma questão significativa para o desenvolvimento do Turismo no país, pelo benefício que acrescenta ao nos escolher como destino e para o bem-estar de cada uma das pessoas que nos visitam”.

Como chegar a Cuenca?

Não existem voos diretos ligando as capitais brasileiras a cidade de Cuenca, no Equador. Você deve pegar um voo até cidades como Bogotá, Lima, Cidade do Panamá e de lá pegar outro voo seguindo para as cidades de Quito ou Guayaquil e de lá pegar um novo voo para Cuenca.

Parece complicado, mas se você está viajando com tempo disponível sugiro que aproveite a oportunidade para conhecer os lugares por onde passar até chegar em Cuenca.

Onde ficar em Cuenca?

Cuenca tem uma boa rede de hospedagem em toda a cidade, mas a maior concentração é na parte histórica do centro. Se hospedando por lá, além de ter uma maior variedade dos tipos e valores de hospedagem, você consegue desbravar a cidade e seus principais pontos andando.

Levando em consideração que as viagens andam cada vez mais curtas quanto mais perto  dos pontos turístico você estiver é melhor.

O que fazer em Cuenca?

Cuenca é uma incrível cidade colonial do Equador. Possui um centro histórico muito charmoso e uma atmosfera receptiva e tranquila. Por isso, cativa a maioria dos turistas que passam por lá.

Sem dúvida as maiores atrações por lá encontram-se no centro histórico. Imagine ai são 52 igrejas, museus, mercados, lojas e cafés. Tudo isso te convidando para fazer uma boa andada pelas ruinhas antigas e charmosas.

Prefeitura de Cuenca, Cuenca, Equador – Foto: Bryn Pinzgauer (CC BY 2.0)

Visite a Catedral de La Inmaculada Concepción, símbolo da cidade, com uma estrutura enorme de cúpulas cobertas por azulejos tchecos. A construção inteira durou mais de cem anos. A igreja, aberta à visitação e com entrada gratuita, fica na principal praça da região histórica, o Parque Abdón Calderón.

Cúpulas da Catedral Catedral de La Inmaculada Concepción, Cueca, Equador. 
Resultado de imagem para cuenca catedral velha
Catedral Vieja, museu religioso na cidade Cuenca, Equador. Foto: TripAdvisor

Aproveitando que você já vai estar pela praça, não perca a chance de sentar-se por lá durante o dia para apreciar a vida cuencana acontecendo. Os habitantes locais, entre cholas e engravatados, são hospitaleiros, sorridentes e gentis.

Imagem relacionada
Casas antigas em Cuenca, Equador. Foto: Volto Logo
Palácio da Justiça, Cuenca, Equador. Foto: Memorias de Mochila

A vida dos locais parece passar mais devagar que nas duas metrópoles do Equador, Guayaquil e Quito. Isso tem atraído muitos estrangeiros para estudar na cidade, já que o equatoriano tem fama de ter o espanhol mais “limpo” de todos.

Parada obrigatória é o passeio pelas margens do Rio Tomebamba que praticamente divide Cuenca em duas. Caminhando por lá você encontrará outro ponto interessante da cidade, a Puente Roto. A ponte de pedras tem sua construção datada de 1850, mas 100 anos depois, na década de 50, teve boa parte de sua estrutura levada por uma grande enchente.

Cuenca Equador
Rio Tomebamba, Cuenca, Equador. Foto: Volto Logo

Se você está procurando agito o lugar ideal é a Calle Larga, região mais badalada durante o happy hour e à noite. Existe uma infinidade de bons bares com padrões internacionais na região. A rua fica a poucas quadras da praça principal, seguindo em direção ao Rio Tomebamba.

Imagem relacionada
Calle Larga, Cuenca, Equador. Foto:  Maximiliano Bellora, Flickr

O melhor lugar para conhecer e comprar o artesanato local também fica no centro histórico. A quadra entre as ruas Padre Aguirre e Presidente Córdova, em frente à Igreja de São Francisco, tem uma feira de produtos diversos, lojas de artesanato além de abrigar o Centro Municipal Artesanal, o melhor local para os souvenirs, na nossa opinião.

Resultado de imagem para Centro Municipal Artesanal cuenca equador
Centro Municipal Artesanal, Cuenca, Equador. Foto: Esse Mundo É Nosso

E por falar em souvenir não dá pra ignorar o fato de que Cuenca é o berço de um dos maiores orgulhos dos equatorianos: o chapéu Panamá. Sim, apesar do nome, o original é feito no Equador.

Imagem relacionada
Chapéu Panamá exposto em loja em Cuenca, Equador. Foto: Viagem e Turismo

Um pouco afastado, aproximadamente 40km, de Cuenca está o Parque Cajas,  localizado na Cordilheira dos Andes a uma altitude de 4400 metros. O parque possui cenários lindos, com lagos e mirantes de tirarem o fôlego, literalmente, devido ao ar rarefeito da altitude.

Se você é viajante de primeira vez em Cuenca a Prefeitura de lá disponibiliza no site oficial algumas dicas do que fazer, pensando sempre no melhor para o turista, assim você consegue complementar com as dicas dadas aqui no blog. As informações estão aqui.

Culinária em Cuenca:

Cuenca é um excelente local para quem tiver vontade de experienciar a culinária equatoriana. Digo isso porquê os preços na cidade são bem acessíveis e é fácil localizar lugares com menus de bom custo benefício.

Um dos lugares mais baratos para se comer é o Mercado 10 de Agosto que fica localizado na Calle Larga. Por lá você consegue provar comidas como: bolón de queso, humita (parece a nossa pamonha), chicharón, suco de tomate de árbol, seco de pollo e outros. Além disso, é fácil encontrar pelas ruas os tradicionais “menus del día”, que são refeições econômicas.

Mercado 10 de Agosto, Cuenca, Equador. Foto: Memórias de Mochila

Se gastar dinheiro com comida não é problema para você tem o Café Áustria. O preço faz jus a qualidade e beleza do lugar. Ele funciona em um prédio antigo colonial com ambiente decorado para que você se sinta na época da sua construção.

Se você é fã de cerveja e quer provar as opções artesanais da cidade uma boa pedida é ir ao La Compañia, uma cervejaria/bar onde há 6 tipos de cerveja fabricadas por eles e algumas comidas para beliscar. Tudo com um preço acessível.

Imagem relacionada
Feira de alimentos típicos em Cuenca, Equador. Foto: Travel Life Experiences

Agora, pra você conseguir aproveitar tudo isso da melhor forma possível, não dá pra ir arriscando o portunhol, não é verdade? Vem com a gente que temos cursos de espanhol específicos para viagens. Basta preencher nosso formulário aqui e a equipe do Que Tal vai entrar em contato agendando uma aula experimental.

Gostou? Deixa um comentário, é importante pra gente.

Boa viagem!


≈ Série Argentina ≈

≈ Série Chile ≈

≈ Série Colômbia ≈

≈ Série Peru ≈

≈ Série Uruguay ≈

≈ Segue nossas redes sociais: FacebookTwitterInstagramYoutube ≈

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s