Estamos às vésperas do natal e esse último destino do ano é uma cortesia do papai noel do QTAE!

Finalizando nossa viagem em terras bolivianas nós iremos conhecer hoje a cidade de Santa Cruz de la Sierra, atualmente, a maior e mais populosa cidade da Bolívia. Ela está localizada no centro do país, nas margens do Rio Piraí.

Além de tudo Santa Cruz é a principal porta de entrada para muitos brasileiros que decidem ir para a Bolívia estudar ou para turistar mesmo. Um dos motivos é a baixa altitude, se comparada a La Paz ou Sucre, possui apenas 416 metros de altitude. Uma boa forma de começar a se acostumar com a subida, certo?

Nos posts anteriores nós passamos por Sucre, La Paz e Cochabamba, você está preparado para desbravar Santa Cruz de la Sierra? Vamos lá!

Como chegar em Santa Cruz?

Saindo de São Paulo você consegue pegar um voo direto para Santa Cruz de la Sierra, das demais capitais brasileiras você precisará pegar entre 1 ou 2 escalas. A boa notícia é que você pode aproveitar essas paradas para conhecer outras cidades pelo caminho. 

Dá para acompanhar as promoções usando a ferramenta Google Flights, você pode configurar alertas para o seu e-mail e só ir seguindo os preços. 

Onde ficar em Santa Cruz?

A cidade possui uma boa variedade de hoteis, hostels e instalações do Airbnb. Independente do tipo de hospedagem que você escolher, sugiro que opte por ficar pelo centro da cidade. Fazendo isso você vai ganhar muito mais tempo para conhecer os principais pontos da cidade e terá maior facilidade de locomoção.

Santa Cruz tem preços moderados, então não será difícil você achar boas condições de hospedagem sem precisar pagar uma fortuna por diária. 

O que fazer em Santa Cruz?

A “cidade dos anéis”, como é conhecida, preserva várias atrações turísticas de grande valor histórico e cultural. Essa preservação se faz cada vez mais importante, visto que a cidade está caindo nas graças do turismo e vem com um desenvolvimento desenfreado nos últimos anos.

É em Santa Cruz que se assentam a maioria dos estrangeiros vivendo no país. Dos 60 mil cidadãos de outras nacionalidades na Bolívia, 38 mil estão na capital cruceña. A colônia brasileira é a maior, seguida por peruanos, colombianos e argentinos.

Você deve começar seu passeio pela Plaza 24 de Septiembre, ela fica no coração da cidade e é o orgulho dos locais. Foi na praça que aconteceu o primeiro grito libertário do país, em 1810. Ela é rodeada por grandes árvores que praticamente impedem que a luz do sol chegue ao chão e foi recentemente equipada com mesas e jardins.

Plaza 24 de Septiembre, Santa Cruz de la Sierra, Bolívia. Foto: Gobierno Autónomo Departamental de Santa Cruz

Parada importante na cidade é a Catedral Metropolitana Basílica de San Lorenzo, sua torre monumental pode ser vista de quase todos os lugares da cidade, ela fica em frente à Plaza 24 de Septiembre.

Catedral Metropolitana Basílica de San Lorenzo, Santa Cruz de la Sierra, Bolívia. Foto: Embarque na Viagem

Ali perto fica a Casa Municipal de Cultura Raúl Otero Reiche, um dos pontos mais visitados na cidade. O local abriga intervenções artísticas que resgatam a cultural regional, além de um teatro e de oferecer oficinas gratuitas com várias temáticas que fazem parte de um programa de capacitação artística da secretaria de cultura local.

Ao redor da Plaza 24 de Septiembre você vai encontrar uma variedade de prédios no estilo colonial, bem preservados, como a sede do governo municipal. Usar a praça como ponto de partida, para caminhar pelas ruas do centro e observar as construções, é bem interessante.

Tire um tempo para conhecer a Casa Melchor Pinto, um casarão do início do século XX que foi totalmente restaurado e convertido em um espaço cultural. É um bom ponto para parar, esticar as pernas e descansar depois de uma boa andada pela cidade.

Casa Melchor Pinto, Santa Cruz de la Sierra, Bolívia. Foto: Quero Viajar Mais

Tem que reservar um espaço na viagem para visitar o Zoológico Municipal Noel Kempff Mercado que abriga uma coleção de espécies nativas da América do Sul e é considerado como um dos mais completos nesse gênero. Independente do tipo de viagem que você está fazendo (casal, sozinho, em família) o zoológico é um excelente programa. 

Saindo um pouco de Santa Cruz, mas sem precisar ir tão longe, você pode visitar o La Rinconada que além de ser um ecoparque é também um Restaurante. O espaço é o resultado de mais de 18 anos de projeto paisagístico e da reunião de mais de 400 espécies vegetais para observação.

La Riconada, Bolívia. Foto: Fotos Mundo

Agora, para aproveitar tudo isso da melhor forma possível, não dá pra ir arriscando o portunhol, né? Nós oferecemos cursos de espanhol específicos para viagens. Basta preencher nosso formulário aqui e a equipe do Que Tal vai entrar em contato agendando uma aula experimental.

Gostou? Deixa um comentário, é importante pra gente.

Boa viagem!


≈ Séries: Argentina; Chile; Colômbia; Peru; Uruguay; Ecuador ≈ 

≈ Segue nossas redes sociais: FacebookTwitterInstagramYoutube ≈



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s