Tem coisa melhor do que iniciar a semana já falando de viagem? Tem não! Por isso que hoje vamos falar sobre a experiência que está faltando na sua vida: estudar espanhol na Argentina.

Deixando as rivalidades de lado, a terra dos nossos queridos hermanos tem sido cada vez mais procurada por quem deseja fazer intercâmbio, mas não dispõe de tanto investimento financeiro. Isso porquê as passagens áreas são mais baratas e o custo de vida é um dos mais baixos considerando outros países hispânicos.

Eu sei que nesse momento você deve estar se perguntando se vale a pena pagar mais barato pra fazer um intercâmbio na Argentina ou se não seria melhor guardar o dinheiro pra se mandar logo pra Europa, porquê por mais estranho que pareça tem gente que acha que a experiência por lá seria mais completa do que em países da América Latina.

A verdade é que mesmo estando na América Latina, o país foi colonizado por espanhóis e carrega uma forte herança cultural europeia. Por isso, passear pelas ruas de Buenos Aires faz qualquer um se sentir um pouco na Europa, sem precisar cruzar um oceano. Mas quais são as vantagens de optar por esse destino?

Como falei anteriormente as passagens são bem mais baratas, a capital, Buenos Aires, está localizada no mesmo fuso horário de Brasília e mesmo se você não souber falar em espanhol vai conseguir se virar na Argentina. Quer mais vantagem? As universidades argentinas são de excelente qualidade e, em grande maioria, gratuitas (mesmo para estudantes internacionais).

“Mas, Joyce, a Argentina é muito grande. Pra onde eu vou?” É justamente com isso que eu quero te ajudar nesse post: escolher o local ideal para fazer seu intercâmbio em terras argentinas. Atualmente os brasileiros tem optado por 3 destinos que já são bem famosos para viagens por lá:

Buenos Aires:

Você não vai precisar cruzar um oceano para ter acesso a boas escolas e universidades, um exemplo disso é a Universidade de Buenos Aires (UBA) que está entre as 20 melhores da América Latina, segundo o ranking da consultoria britânica QS. Mesmo com o custo de vida em Buenos Aires sendo um pouco mais elevado do que no interior do país, ainda te sairia mais barato do que estudar em uma universidade privada do Brasil.

Alguns meses atrás nós falamos um pouco sobre como é Buenos Aires e o que você pode fazer por lá, além de estudar. Afinal de contas você não vai pra outro país e perder a oportunidade de turistar, certo?

Córdoba:

Quando se pensa no interior da Argentina Córdoba é uma das principais, se não a principal, escolha dos estudantes. Um dos motivos é fugir do custo de vida da capital e claro, do grande fluxo de brasileiros que passam por lá – o que vai possibilitar uma imersão muito maior no idioma e na cultura local.

Devido a sua tradição universitária e aos milhares de estudantes argentinos, Córdoba é carinhosamente conhecida como a “cidade universitária” da Argentina. E claro que nós falamos sobre ela aqui no blog também, dá uma conferidinha aqui.

Mendoza:

E Mendoza, o que tem por lá? Ela é apenas uma das cidades mais bonitas de toda Argentina! Está situação aos pés da Cordilheira dos Andes e é conhecida mundialmente por ser a quinta maior produtora de vinhos do mundo. Ainda tem dúvida de que é uma região com muito a oferecer?

Mendoza se assemelha muito com Córdoba por seu estilo de vida ser mais de cidade do interior, porém ainda consegue ser mais tranquila que Córdoba justamente por não ser um foco para estudantes universitários – pelo menos não tanto. Então se você procura a experiência de intercâmbio e quer focar bem nos estudos talvez seja um bom destino para começar.

Uma dica extra sobre intercâmbio na Argentina:

Nunca é demais lembrar que não é necessário ter um visto para estudar na Argentina por até 90 dias. Graças ao acordo do Mercosul, você brasileiro pode ingressar em terras argentinas portando apenas o RG ou passaporte, desde que estejam dentro do prazo de validade.

Agora se o seu plano é ficar por mais tempo no país, ai sim deve solicitar permissão de residência perante a Dirección Nacional de Migraciones. Para isso, basta levar um comprovante de matrícula da instituição de ensino, documento de identidade ou passaporte, comprovante de antecedentes criminais e o comprovante de pagamento de uma taxa de emissão.

Se quiser saber sobre a possibilidade de obter uma bolsa de estudos dá uma olhada nessa série sobre intercâmbio que fizemos aqui no blog do Que Tal? Idiomas. Até semana que vem!

Um comentário em “Dicas para estudar espanhol na Argentina

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s