Eae meus amiguitos e amiguitas lindos do #QuetalIdiomas!

Mais uma vez eu por aqui para continuar com nossas aulas de história rsrsrs. Hoje trago para vocês mais uma cultura pré-hispânica chamada a “Cultura Moche ou Cultura Mochica”. Como nas outras que já fiz até agora, veremos sua localização, organização econômica, sua cerâmica, etc. Entãoooo, vamos lá!!!

La Cultura Mochica ou Moche (200d.C-800d.C)

Resultado de imagem para la cultura mochica

Esta cultura foi uma civilização que se desenvolveu na costa norte do Perú, na primeira metade do século VIII, bem conhecido pelos seus jarros de cerâmica desenhados com as formas de humanos e animais naturistas.

Apresenta este nome pelo fato que foi batizada em homenagem ao vale do rio Moche, pelo alemão Max Uhle que encontrou seus primeiros vestígios no ano de 1899. A palavra Moche significa santuário na antiga língua do povo, falada até o final do século 18. Na costa norte, os Mochicas foram considerados os melhores ceramistas do antigo Perú, pois suas cerâmicas tinham um realismo extraordinário, representavam divindades, homens, animais, plantas e cenas da vida, incluindo figuras eróticas e o Kama Sutra peruano (hmmmm sei não hahaha).

Resultado de imagem para canales de riego moche
Reconstrução em computador da Cultura Moche

Nesta civilização também houve ótimos agricultores, desenvolvendo canais de irrigação similares aos dos Nazcas. Seu templo mais impressionante é “La huaca del sol y de la luna” (perto da cidade de Trujillo). O túmulo do “Señor de Sipán”, foi o maior descobrimento arqueológico dos últimos trinta anos (1987). Lembrando só a vocês que antes dos astecas, mayas e incas, tinham já na América do Sul várias civilizações, uma delas é a Moche.

Economia dos Mochicas

A sua principal economia foi baseada na agricultura, pois cultivaram todo tipos de plantas comestíveis da época, como batata, feijão, milho, pallar (tipo de grão dos andes), batata doce, amendoim, pimenta, abóbora, macaxeira, transformando assim várias linhas de deserto em terras cultiváveis, através da construção de canais de água e aquedutos, utilizados até hoje.

Resultado de imagem para economia de los moche
Economia dos Moches

Também desenvolveram o pastoreio, domesticando as lindas llamas, que junto aos peixes e frutos do mar, foram a base da alimentação dos Moches.

Cerâmica dos Mochicas

Nesta área, o povo criou objetos com a utilização da cerâmica plástica e escultórica (representado pelos Huaco-Retratos), madeira, pedra e metal, sendo fortes no uso de vasilhas de barro e na produção de representações muito realistas de figuras humanas, desenhos geométricos, vegetais, animais, mitológicas, as quais nos demonstravam mais ou menos como era a vida cotidiana, a religião, personagens, bruxas, presos, etc. Sendo estas depois assimiladas por outras civilizações pré-incaicas. Também usaram objetos de ouro como os encontrados no túmulo do “Señor de Sipán”.

Resultado de imagem para ceramica de los mochicas
Representações dos Moches
Resultado de imagem para ceramica de los mochicas
Figuras Humanas


Organização Social dos Mochicas

Foi uma civilização teocrática, dos nobres e militares, porém nos quais os sacerdotes tinham muito poder e privilégios, enquanto o resto da população estava na pobreza. As mulheres tinham um papel limitado no espaço da casa e dedicado exclusivamente às tarefas domesticas, a maioria da civilização estava composta por camponeses que seguravam o resto da população. Encontrava-se uma classe social intermediária, que contava com a presença de nobres, militares e trabalhadores especializados. Acima de todos eles, estava um pequeno grupo de líderes políticos e sacerdotes.

Resultado de imagem para organizacion social de los mochicas
Organização Social


Arquitetura dos Mochicas

A arquitetura se desenvolveu através de grandes templos e pirâmides, ambos feitos com tijolo. Sobre os grandes templos, como na “Huaca del sol y de la luna”, levantava-se uma pirâmide com escadas, estas obras eram complexas e muito desenvolvidas para a época. Se construiu o “Templo del Sol” com mais de 50 milhões de tijolos, sem contar as grandes obras artísticas das quais sobressaíam as figuras e materiais trabalhados em cerâmica, pedra, metal e tecido.

Resultado de imagem para La huaca del sol
La Huaca del Sol agora
Resultado de imagem para La huaca del sol
Huaca del Sol do lado esquerdo agora, e em desenho como era antigamente

A menor estrutura conhecida “Huaca de la luna (20m de altura)”, encontrasse a 500 metros da “Huaca del sol (40m de altura)” e foi construída quase também com 50 milhões de tijolos de adobo. Estas estruturas apresentam três níveis, e estão enfeitados com imagens de mitologia e rituais dos Moches. Ambas pirâmides foram construídas ao redor de 450 d.C, e foram originalmente de cores vermelha, branco, amarelo e negro, e utilizava-se como um cenário imponente para realizar rituais e cerimonias.

Resultado de imagem para La huaca de la luna
La Huaca de la Luna
Resultado de imagem para La huaca de la luna
Arquiteturas internas de las Huacas

Fim dos Mochicas

Esta cultura teve seu declínio entre os séculos VI e VII. Um enorme período de seca que durou mais de três décadas, com isto, secou todos os rios da região. Depois, um período de chuva forte demais conhecido com o fenômeno “del Niño”, destruiu casas e plantações, e com isto também, os canais e aquedutos já construídos.

Sem chance de poder consertar a situação, os sacerdotes e seus rituais, em pouco tempo as instituições políticas caíram e a própria população mochica, desapareceu. A fome, as diversas doenças da época, e as tragédias climáticas, destruíram por completo a esta civilização em poucos anos. Na segunda metade do século VIII, os últimos representantes desta civilização abandonaram os centros urbanos, dando assim fim a esta poderosa civilização.

Resultado de imagem para fin de los mochicas
Representação do fim dos Moches

Bom mis queridos amigos y amigas, espero que tenham gostado desta impressionante civilização!

É uma das mais representativas do meu país, pois o museu que existe em Lambayeque (Trujillo) é algo muito lindo, com peças de ouro, colares, pulseiras, etc. Já fui lá, e a segurança é um pouco estrita, realmente não sei se ainda é, pois não queriam que entremos com câmeras nem filmadoras, para o cuidado das peças, se algum dia tiverem chance ir, vão, pois sei que não vão se decepcionar…

Comigo é tudo por hoje, lembrem que próxima semana veremos outra cultura mais, para assim aprender algo além dos incas. Muito obrigado a todos que tenham uma ótima noite.

Resultado de imagem para los mochicas piezas de oro
Peças de Ouro do Museu, tirado pelo próprio pessoal do museu
Imagem relacionada
Peças de Ouro

Link de documental do túmulo do “Señor de Sipán”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s