Eu fui tentar organizar o HD externo e encontrei um monte de fotos de viagens antigas e assim… Não estou sabendo lidar com tanta nostalgia.

I’m not ok.

Eis que resolvi tirar as teias de aranhas das minhas fotos (virtuais) e começar a escrever sobre minhas experiências, para tentar inspirar os outros a colocar uma mochilinha nas costas e ir conhecer o mundo.

Be the explorer 😀

Em 2014 quando falei para as pessoas que estava indo passar uns dias no Chile a primeira pergunta que qualquer pessoa me fazia era: o que uma estudante de Letras Inglês está indo fazer no Chile?! Não era melhor usar o dinheiro para um intercâmbio em um país de língua inglesa?

Sim, fazia sentido.

O que eu tinha que explicar é que eu não estava indo estudar nem apenas passear, eu estava indo encontrar um pedacinho do meu coração que tinha se mudado para lá. Eu estava indo para um cidadezinha na Região dos Lagos chamada Puerto Varas, que é longe pra caramba, porque eu precisava ver uma pessoa que foi (e ainda é) muito importante na minha vida.

Conheçam Flávia, a gente briga muito, mas não perderia a amizade dela por nada neste mundo.

A única coisa que eu sabia sobre a região era que minha amiga morava lá, e que eu teria que colocar meu pouco conhecimento de espanhol em prática. Com minhas expectativas abaixo de zero (queria eu saber que a temperatura iria chegar nisso também, risos de nervoso), cada dia dessa viagem foi uma surpresa diferente.

Fora matar um pouquinho da saudade, Puerto Varas me proporcionou experiências novas e incríveis. A cidade conta com uma população aproximada de 45.000 habitantes, dá para ter noção do tamanho dela numa comparação rápida com Recife (capital Pernambucana) que tem por volta de 1 milhão e meio de habitantes.

Todo mundo conhece todo mundo, e a arquitetura da cidade tem muita influência alemã, as casas são muito lindinhas.

Além da passagem de avião para a capital do Chile, Santiago, para se chegar em Puerto Varas é necessário outra passagem também de avião para Puerto Montt (aeroporto mais perto) e de lá uma viagem de carro de aproximadamente 20/30 minutos.

Dependendo das conexões que você pega a viagem pode durar até 32 horas!! (Eu sai do meu país Pernambuco, então é realmente um pouco mais distante).

Ou seja, a cidade é longe, pequena, mas muito linda. E mesmo assim, vale a pena cada minuto de viagem até chegar lá. Assim que você chega é surpreendido pela beleza do lago Llanquihue, que é enorme e por conta dos ventos fortes tem ondas. No verão é comum as pessoas irem para sua “praia” tomar um solzinho, já que é um tanto quanto difícil o astro rei dar suas caras por lá.

Esta sou, claramente, com cara de criança feliz com a primeira viagem internacional.

Como já deu para perceber, lá É FRIO! Bem frio. Pra quem quer ir viajar e ver neve a melhor época para conhecer a região é entre junho e setembro. Durante este período os dias são bem gelados (e as noites mais ainda), o vento é, na minha opinião a pior parte. Vindo do nordeste do Brasil, onde a gente lida com um sol para cada cidadão, a temperatura do sul chileno pode ser realmente um castigo.

Dica essencial: caprichem nos agasalhos.

Um dos fatores que o tempo pode atrapalhar é a visita aos vulcões. Com o tempo muito encoberto, muitas vezes regado a muita neve, fica um pouco difícil o acesso para visitá-los. Por sorte quando estive lá consegui chegar pertinho do vulcão Osorno, e esse é um dos primeiros lugares para indicação de visitas.

Fingindo naturalidade, mas simplesmente não aguentando o frio. (Primeira vez vendo neve <3)

Nesse vulcão há também uma estação de esqui com uma vista linda, mas como na minha viagem houveram algumas tempestades de neve não tive oportunidade de subir mais para aproveitar a vista, as estações estavam fechadas por conta do perigo. Mas todos me disseram que a vista do teleférico é incrível, e isso ainda está na minha bucketlist.

Como eu poderia passar horas falando só sobre essa região maravilhosa resolvi dividir tudo em alguns posts. Vou tentar explicar um pouquinho da minha experiência por lá, então let’s do this! See you next week 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s